top of page
  • Foto do escritorAlisson Lima - Psicólogo e Neuropsicólogo Clínico

PROBLEMAS EMOCIONAIS COMUNS NA INFÂNCIA

Atualizado: 21 de ago. de 2020

Ir ao psicólogo e cuidar da saúde mental é muito importante. Mas afinal, você sabe quais são os principais transtornos e síndromes emocionais que afetam crianças e adolescentes? Você sabia que crianças com problemas emocionais tendem a ser mal compreendidas?

Hoje nós vamos falar um pouco mais sobre esses transtornos e lhe apresentar 3 transtornos que são muito comuns em nossa cultura que afetam milhares de crianças: Transtorno de Conduta, Fobia Escolar e Depressão Infantil.


TRANSTORNO DE CONDUTA:


O Transtorno de Conduta é caracterizado por acessos de raiva e comportamento desafiador, questionador, hostil ou irritante (é comum em crianças entre 4 e 5 anos), os sintomas diminuem próximo dos 6 anos (terceira infância) quando as crianças adquirem um melhor controle desses comportamentos. Normalmente a criança primeiro poderá ser diagnosticada com TOD (Transtorno Opositor Desafiador) e posteriormente com Transtorno de Conduta.

Podemos considerar que o Transtorno de Conduta seria uma evolução do TOD quando este não é tratado corretamente. Esse transtorno é mais comum em crianças do sexo masculino, mas também encontramos meninas com esses sintomas.

Quando o Transtorno de Conduta não é tratado e a criança/adolescente se torna adulta é muito comum que esse jovem desenvolva Transtorno Antissocial (isso ocorre entre 25% e 50% das crianças diagnosticadas e não tratadas).


FABIA ESCOLAR E OUTROS TRANSTORNOS DE ANSIEDADE:


Crianças com fobia sentem um medo anormal de ir à escola. Algumas vezes as crianças desenvolvem esse medo por motivos reais: professores que causam traumas, excesso de tarefas e pressão ou um valentão a evitar. A Fobia Escolar pode ser um tipo de Transtorno de Ansiedade de Separação, uma espécie de ansiedade excessiva por estar longe de casa ou de alguma pessoa que tem forte ligação.

Embora a Ansiedade de Separação seja comum na primeira infância, quando persiste em crianças mais velhas é motivo de preocupação. Essas crianças normalmente vêm de famílias estruturadas e afetuosas. Esse transtorno pode surgir espontaneamente ou após um evento estressante, como a morte de um bicho de estimação, uma doença ou mudança para uma nova escola. Muito dessas crianças também apresentam sintomas de depressão.

A Fobia Escolar também pode ser uma forma de fobia social, ou ansiedade social: medo extremo e/ou esquiva de situações sociais, como falar diante da turma na escola ou encontrar e se comunicar com um conhecido.

Algumas crianças apresentam o Transtorno de Ansiedade Generalizada, essas crianças se preocupam com praticamente tudo: notas na escola, tempestades, preocupação com os outros, entre outros. Essas crianças procuram por aprovação e precisam constantemente de consolo.


DEPRESSÃO INFANTIL:


A depressão infantil é um transtorno de humor que vai além da tristeza normal e temporária. Os sintomas incluem incapacidade de se divertir ou se concentrar, fadiga, atividade extrema ou apatia, choro, distúrbio do sono, alteração de peso, queixas físicas, sentimentos de inutilidade, uma sensação prolongada de falta de amigos ou pensamentos frequentes sobre morte e suicídio. A depressão infantil pode persistir até a fase adulta.

Não se sabe muito sobre as causas da depressão infantil, mas essas crianças tendem a ser de famílias com altos níveis de depressão parental, ansiedade, abuso de drogas ou comportamento antissocial.

Crianças com 5 ou 6 anos já sabem relatar com precisão sentimentos e comportamentos de depressão que preveem problemas futuros de dificuldades na escola à depressão maior e ideias de suicídio.

Para que o Desenvolvimento Infantil ocorra de forma saudável, devemos prestar atenção aos sinais apresentados por nossas crianças e não negligenciar ou julgar o sofrimento dos mesmos.

É muito comum ouvirmos “crianças não tem problemas, só brinca, come e dorme!”, mas isso não é verdade, entenda que cada um possui o sofrimento relacionado ao momento que está vivendo.

Nós da A L Psicologia acreditamos que você pode prevenir muitos desses transtornos, para isso, basta ter conhecimento de que essas doenças mentais existem e que precisamos ficar de olho em nossos pequenos.

O truque para uma boa educação é saber que conhecer o desenvolvimento do seu filho ajudará a educa-lo com sabedoria.

Para adquirir novos conhecimentos e aprimorar o seu repertório sobre o desenvolvimento infantil continue lendo nossas notícias e navegue em nosso site!

Até a próxima,

68 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page